DESPORTO


Fomento de um estilo de vida saudável mediante o apoio ao desporto. Aceites Abril destina uma parte do seu orçamento de Marketing ao patrocínio de equipas de categorias inferiores, sendo atualmente 250 equipas desportivas de toda a Galiza. No total reúnem 4.000 crianças com idades compreendidas entre os 4 e os 16 anos.

EXALTAÇÃO DA GASTRONOMIA GALEGA


A cultura gastronómica galega é muito completa e destaca-se pela qualidade das suas matérias-primas. Como empresa galega que é, Aceites Abril tem a obrigação de exaltar a gastronomia galega apoiando as festas gastronómicas populares e dando a conhecer os benefícios da dieta atlântica.

RECUPERAÇÃO DO OLIVAL GALEGO


Desde há anos, Aceites Abril apoia e promove as plantação de olivais, assentes nas províncias de Ourense e Pontevedra, que juntamente a algumas regiões a sul da de Lugo são as áreas mais propícias para este cultivo na geografia galega. O desafio mais importante neste projeto passava por adequar as particularidades do cultivo à estrutura territorial da Galiza, onde os minifúndios impedem o aproveitamento rentável da plantação tradicional que caracteriza a olivicultura de outras zonas de Espanha.

Após um árduo trabalho de investigação, a resposta foi a exploração super intensiva centrada na variedade Arbequina. Esta variedade arbustiva da oliveira, originária de Lleida, permite a plantação em sebes, possibilitando a produção das pequenas propriedades que desfrutam do microclima necessário para o cultivo. Além disso, a variedade eleita caracteriza-se por um rendimento precoce, obtendo as primeiras colheitas a curto prazo, entre 3 e 5 anos.

O projeto de fomento de novas explorações de oliveiras teve uma grande aceitação entre os agricultores, a quem a empresa de Ourense acompanha com assessoria técnica e formação específica.

Em 2013, foram recolhidos destes os primeiros 2.000 litros de azeite “do país”, e em finais de 2014 Aceites Abril começou a comercializar azeite obtido exclusivamente de azeitonas galegas.

A oliveira revelou-se como uma alternativa para o aproveitamento de terras até agora improdutivas, acompanhando outros cultivos que se descobriram igualmente apropriados para o clima e para a geografia galaica e que hoje são símbolo da nossa agricultura, como a videira.

Na Galiza, e como se está a recuperar este cultivo; optou-se por variedades que permitam o cultivo com garantias. Assim variedades como a Arbequina ou Picual, estão a ter excelentes resultados. Variedades com mais resistência às geadas, para além das pragas e doenças.